BHTRANS - Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte
  • MOVE - Perguntas Frequentes

    O que é BRT?


    O BRT (Bus Rapid Transit ou Transporte Rápido por Ônibus) é um sistema de transporte por ônibus, eficiente, de alta capacidade e alta qualidade, operado de forma semelhante ao metrô, capaz de atender os usuários com rapidez e conforto. É uma combinação de infraestrutura viária, veículos, operação, sistemas de controle e informação ao usuário, para oferecer ao cidadão um serviço de transporte público de qualidade.  Esse modelo de transporte já é utilizado com sucesso em grandes cidades do mundo, como Pequim, na China, Joanesburgo, na África do Sul, Bogotá, na Colômbia, e Los Angeles, nos Estados Unidos. 

     

     


     

    Quais são as características fundamentais do BRT?


    Viagens mais rápidas e ônibus maiores 
    Veículos maiores, modernos e mais confortáveis, circulando em pistas e faixas exclusivas, livres de congestionamento e linhas diretas para área central. 
      
    Agilidade no embarque 
    Os usuários farão o pagamento da tarifa ou utilizarão o seu cartão nas estações e não mais dentro dos ônibus, eliminando as filas para entrar nos veículos. A facilidade do embarque e do desembarque no mesmo nível entre a estação e o piso dos ônibus, eliminando os degraus, também vai contribuir para reduzir o tempo de viagem.
     
     
    Regularidade e pontualidade 
    Uma central vai monitorar a operação dos ônibus, controlando a velocidade e o tempo de chegada nas estações. Para que esse monitoramento seja possível, todos os ônibus terão um computador de bordo com GPS.
      
     
    Informação em tempo real  
    Painéis eletrônicos instalados nas estações de transferência informarão quanto tempo falta para o próximo ônibus chegar. Monitores dentro dos ônibus indicarão as próximas paradas. 
     
     
    Segurança para todos 
    Para maior segurança dos usuários, câmeras de vídeos estarão instaladas dentro dos ônibus e nas estações.
      
     
    Integração e acessibilidade 
    Nas estações, os usuários terão mais opções de linhas de ônibus para acessar diferentes bairros da cidade. Todas as estações terão uma porta para acesso das pessoas com mobilidade reduzida. 
     
     
    Incentivo ao uso de bicicletas 
    Os ônibus do MOVE Antônio Carlos e MOVE Cristiano Machado terão dispositivos internos para a fixação de bicicletas. O transporte de bicicletas poderá ser feito aos sábados, após as 15 horas e durante todo o dia, nos domingos e feriados.
      
     
    Melhoria da qualidade do ar 
    Além de garantir um tráfego mais ordenado e com mais fluidez para o transporte coletivo, o uso de veículos mais modernos e com maior capacidade de transporte  (os chamados ônibus articulados), vai reduzir o número de ônibus em circulação, diminuindo a emissão de poluentes. 

     



    Porque BRT está sendo implantado em Belo Horizonte?


    O Plano Diretor de Mobilidade Urbana de Belo Horizonte – PlanMobBH propõe a implantação de uma rede de corredores rápidos por ônibus abrangendo aqueles que apresentam maior demanda.
    Por outro lado a Copa do Mundo de 2014 abriu uma janela de oportunidade para a obtenção dos recursos para implantação do sistema na cidade. Assim, a Prefeitura de Belo Horizonte buscou financiamento da Caixa Econômica Federal, no valor de R$ 1.023.250.000 para implantar os primeiros trechos dessa rede nos Corredores Antônio Carlos e Cristiano Machado, além de R$ 365.522.671,94, relativos à contrapartida do Município e Estado totalizando R$ 1.388.772.671,94. Estão incluídos nesse total os recursos para a construção do Centro de Operações da Prefeitura de Belo Horizonte, e para melhorias no sistema viário da cidade.


    Em Belo Horizonte, o sistema BRT recebeu o nome MOVE.

     

     



    Por que MOVE?

     

    Em vez de sigla ou de um nome descritivo, a opção da BHTRANS foi por uma marca que identificasse os atributos do sistema. Chegou-se assim ao nome MOVE, valorizando o ato de você se movimentar de um ponto a outro, de ir em frente, com uma marca que tem legibilidade, fácil grafia e originalidade. O nome, identificado também por um M, reforça o conceito de integração que o MOVE vai trazer para diversas regiões da cidade. O slogan é “MOVE: você e a cidade” dando uma ideia do indivíduo e, ao mesmo tempo, do coletivo”.

     


     

    Em que corredores o MOVE vai circular?

     

    O MOVE vai circular nos corredores das avenidas Antônio Carlos/Pedro I/Vilarinho, na Cristiano Machado e na Área Central (Avenidas Paraná e Santos Dumont), num total de 23 km de vias com tratamento exclusivo.

     


     


    Qual a extensão dos corredores do MOVE?

     


    Corredor Antônio Carlos – 14,7 km, da Estação Venda Nova ao Centro (Avenidas Vilarinho, Pedro I e Antônio Carlos);


    Corredor Cristiano Machado – 7,1 km, da Estação São Gabriel ao Centro;


    Área Central – 1,3 km (nas avenidas Paraná e Santos Dumont).

     

     


     

    O MOVE terá quantas Estações de Integração e de Transferência?

     

    Corredor Cristiano Machado - O MOVE Cristiano Machado terá 2 estações de integração (São Gabriel e José Cândido), 9 estações de transferência na Av. Cristiano Machado.

     

    Corredor Antônio Carlos – O MOVE Antônio Carlos terá 3 estações de integração (Venda Nova, Vilarinho e Pampulha), 4 estações de transferência na Av. Vilarinho, 6 estações de transferência na Av. Pedro I, 14 estações de transferência na Av. Antônio Carlos, 1 estação de transferência no Complexo da Lagoinha.

     

    Área Central – 6 estações de transferência na Área Central (3 na Av. Paraná e 3 na Av. Santos Dumont).


     


     

    Como será o corredor do MOVE implantado na Avenida Antônio Carlos e que demanda ele vai atender?

     

    O corredor Antônio Carlos, além de se constituir no principal acesso ao Mineirão, é o principal eixo de transporte de Belo Horizonte, em direção ao Vetor Norte, região que passa por um processo de aceleração do crescimento populacional e a dinamização das atividades econômicas, que implicarão em forte aumento na demanda por transporte, não só nos municípios localizados ao norte da região metropolitana como também nas áreas localizadas ao norte do município. Toda a área de influência desse corredor apresenta uma tendência de forte crescimento, que deverá se acentuar com empreendimentos implantados ou previstos para sua região de influência, como a Cidade Administrativa do Governo do Estado e o polo industrial do Aeroporto de Confins.

     

    Considerando a necessidade de se promover a requalificação desse importante eixo de desenvolvimento urbano, foi elaborado o projeto do MOVE do Corredor Antônio Carlos. O alargamento da Av. Antônio Carlos facilitou a implantação de um corredor de transporte de alta capacidade. Além da Avenida Antônio Carlos, o corredor se prolonga pela Avenida D. Pedro I, já em obras para sua duplicação e pela Avenida Vilarinho.

     

    Com relação à demanda, o MOVE do corredor Antônio Carlos vai transportar cerca de 400 mil passageiros/dia, atendendo 35 mil usuários no pico da manhã.

     


     

    Como será o Corredor da Avenida Cristiano Machado e que demanda ele vai atender?

     

    O Corredor Cristiano Machado, além de se constituir num acesso secundário ao Mineirão, é um importante eixo de acesso às regiões leste, norte e nordeste da cidade. Da mesma forma que o Corredor Antônio Carlos, também a área de influência desse corredor apresenta uma tendência de forte crescimento, considerando os empreendimentos localizados no vetor norte da cidade, a implantação do novo terminal rodoviário em São Gabriel, a implantação da Via 710, além de grandes empreendimentos privados previstos para as regiões nordeste e leste. 


                           
    A dinamização das atividades econômicas e o previsível crescimento populacional na área de influência do corredor indicam que deverá haver um significativo aumento na demanda por transporte, tanto interna à cidade quanto à proveniente dos municípios da Região Metropolitana: Neves, Vespasiano, Confins, Lagoa Santa, Sabará e Santa Luzia.

     

    O MOVE Cristiano Machado apresenta uma demanda de cerca de 300 mil passageiros/dia – 25 mil no pico da manhã.

     


     

    O MOVE vai circular também na Área Central?

     

    As linhas troncais do MOVE irão utilizar as avenidas Paraná e Santos Dumont onde estão sendo implantadas modernas estações de transferência.

     

    É importante assinalar que o tráfego geral será restringido nessas avenidas, que ficarão exclusivas para o MOVE, pedestres e bicicletas. Apenas o acesso às garagens os edifícios será permitido.

     

    O acesso a Área Central se dará em viadutos exclusivos, através da adequação do viaduto A Ramo avenida Oiapoque, com operação em mão dupla para os ônibus com origem/destino a  Av. Antônio Carlos e implantação de nova alça no Viaduto Leste para operação em mão dupla para atendimento a avenida Cristiano Machado.

     

     


     

    Qual o tempo médio de viagem previsto? 

     

    MOVE Antônio Carlos

            Bairros da região de alimentação da Estação Vilarinho:
                 Tempo médio atual: 75 minutos
                 Tempo médio futuro: 40 minutos
                 Redução: 35 minutos (47%)

     

    MOVE Cristiano Machado

            Bairros da região de alimentação da Estação São Gabriel:
                 Tempo médio atual: 35 minutos
                 Tempo médio futuro: 20 minutos
                 Redução: 15 minutos (43%)

     


     

    Qual a diferença entre Estações de Integração e de Estações de Transferência? 

     

    Estações de Integração: São estações maiores onde ocorrerá a ligação entre as linhas alimentadoras vindas de diversos bairros e as linhas do MOVE.

     

    Estações de Transferência: São as estações localizadas ao longo do corredor MOVE Antônio Carlos, MOVE Cristiano Machado, e nas avenidas Paraná e Santos Dumont na Área Central.

     


     

    Como vão funcionar as estações de transferência e integração? 

     

    As estações vão oferecer mais conforto e segurança. Elas serão equipadas com bilheteria, com sistema pré-pagamento em linha de bloqueio para validação da viagem e catraca específica para cadeirante e pessoa obesas. O piso das estações terá faixa tátil, as operações de embarque e desembarque serão mais rápidas, com nivelamento do piso da plataforma e do veículo. Nas estações haverá identificação da porta da plataforma para acesso do cadeirante.

     

     

     


     

    E nas estações, como os passageiros vão embarcar nos ônibus do MOVE? 

     

    O embarque vai funcionar de maneira muito simples. Nas estações de integração e transferência os usuários validarão a viagem na estação, com antecedência, eliminando as filas para entrar no interior do veículo. Além disso, as estações vão ter piso nivelado com o assoalho dos ônibus, o que melhora as condições de acessibilidade. Essas características de embarque/desembarque do novo sistema vão garantir mais segurança, conforto, agilidade e reduzir o tempo de viagem.

     


     

    Quais são os tipos de ônibus que vão circular no MOVE da Antônio Carlos e Cristiano Machado?

     

    No sistema MOVE vão circular ônibus com alto desempenho, conforto e rapidez. Serão veículos articulados, com maior capacidade para atender linhas com alta demanda. Os ônibus articulados terão quatro portas à esquerda, coincidindo com as portas da plataforma. Além dos ônibus articulados, vão circular veículos do tipo padron, nas linhas com menor demanda com duas portas à esquerda que serão coincidentes com as portas da plataforma. Dentro dos ônibus, através de sistemas de som e painéis digitais, serão dadas informações sobre a próxima estação. Os ônibus serão equipados também com circuito fechado de TV e GPS com monitoramento por centrais de controle operacional. Os veículos articulados e padron também terão portas à direita, para operação nas linhas com itinerário fora dos corredores do MOVE.

     

     


     

    Quais as especificações da frota de ônibus do MOVE? 

     

    A frota do MOVE será formada por três tipos de ônibus: os articulados – que circulará nas linhas troncais, o padron, nas linhas troncais e diametrais e os convencionais, nas linhas alimentadoras.

    Veja as características de cada tipo de ônibus:


    Articulado:
    • MOVE:  4 portas à esquerda, sem cobrador, capacidade: 153 passageiros (47 sentados e 106 em pé);
    • MOVE Misto: 4 portas à esquerda, 3 portas à direita, com cobrador, capacidade: 144 passageiros (42 sentados e 102 em pé).


    Padron Misto – 3 portas à direita, 2 portas à esquerda, com cobrador, capacidade: 100 passageiros (36 sentados e 64 em pé).


    Convencional – 3 portas à direita, com cobrador, capacidade: 75 passageiros (39 sentados e 36 em pé).

     

     


     

    Quais os tipos de linhas do MOVE? 

     

    O MOVE conta com diferentes tipos de linhas e cada uma delas ajuda você a chegar a um destino diferente.


    Linha Alimentadora
    Liga seu bairro à estação de integração.


    Linha Troncal Direta
    Liga as estações de integração ao Centro, diretamente, sem paradas.


    Linha Troncal Paradora
    Sai das estações de integração e faz paradas nas estações de transferência ao longo dos corredores.


    Linha Diametral Move
    Interliga bairros diferentes e tem parte do seu itinerário passando pelos corredores do MOVE.

     

     


     

    Os ônibus do MOVE terão ar condicionado? 

     

    Os ônibus do MOVE são maiores, mais modernos e confortáveis. Todos têm ar condicionado.

     



    Como será feito o acesso às estações de transferência nos corredores e na Área Central?

     

    O acesso dos pedestres e passageiros será pelo canteiro central por travessia semaforizada, rampa ou passarela.

     


     

    As linhas metropolitanas pararão no mesmo módulo das linhas municipais?

     

    As linhas municipais e metropolitanas irão parar em módulos diferentes.

     


     

    O preço da passagem continua o mesmo?

     

    A integração física e tarifária nas estações de integração e de transferência possibilita a utilização de mais de uma linha com o pagamento máximo de R$2,85 (valor vigente em maio./14).

     

     


     

    Como será feito o pagamento?  

     

    Uma grande vantagem do MOVE é o pagamento da tarifa antes de embarcar no ônibus. Todas as estações contam com catracas eletrônicas, onde você passa seu cartão BHBUS ou insere seu cartão unitário.

     

    Uma grande vantagem do MOVE é o pagamento da tarifa antes de embarcar no ônibus. Todas as estações contam com catracas eletrônicas, onde você passa seu cartão BHBUS ou insere seu Cartão Unitário criado para os usuários que não possuem o cartão BHBUS (Usuário, Vale Transporte ou Estudante) e não desejam adquiri-lo. Desta forma, aquele usuário que chegar nas estações apenas com dinheiro deverá adquirir o seu Cartão BHBUS Unitário nas bilheterias ou quiosques da área central. O cartão deverá ser inserido na catraca de acesso e a roleta será liberada.


    Todos os cartões BHBUS são aceitos para acesso ao MOVE e para integração entre diferentes linhas.

     

    Os cartões unitários são vendidos nas estações de integração e de transferência. 

     

    Assim, todo mundo pode se beneficiar com o MOVE. Há três valores:
    R$ 2,85, R$ 2,05 ou R$ 0,80, de acordo com o itinerário da sua viagem.

     

    O acesso às estações (de Integração ou Transferência) só é possível por meio do uso destes cartões.

     

     

     


     

    Onde serão comercializados os cartões e créditos? 

     

    Bilheterias das estações BHBUS Barreiro, Diamante, Venda Nova, Vilarinho, São Gabriel e Pampulha.

     

    Quiosques da Área Central: Para facilitar e agilizar o atendimento, as estações de transferência nas avenidas Paraná e Santos Dumont não contam com bilheteria. Você pode comprar ou recarregar seu Cartão BHBUS ou comprar seu cartão unitário nos quiosques espalhados pelas esquinas próximas:


    • Rua Rio de Janeiro com Av. Santos Dumont
    • Rua São Paulo com Av. Santos Dumont
    • Rua dos Tupinambás com Av. Paraná
    • Rua dos Carijós com Av. Paraná

     

    Bilheterias das estações de transferência Posto de atendimento Transfácil Floresta

    Endereço: Rua Aquiles Lobo, 504 - Floresta
    Funcionamento: segunda a sexta-feira, das 8h às 17h

     

    Posto de atendimento Transfácil Tupinambás

    Endereço: Rua dos Tupinambás, 841 - Centro
    Funcionamento: segunda a sexta-feira, das 8h às 17h

     

    Posto de atendimento Transfácil Savassi
    Endereço: Rua Professor Moraes, 216 - Savassi
    Funcionamento: segunda a sexta-feira, das 8h às 17h

     

     

    Para informações sobre o cartão vale-transporte, ligue (31) 3248-7300.

     


     

    Onde posso fazer a recarga dos cartões? 

     

    Nos pontos de venda e postos do Transfácil.


    Nas bilheterias das estações do metrô.


    Nos ônibus com a presença de agente de bordo (cobrador).


    Valor único da recarga: R$ 10,00


    Por telefone*
    Consórcio Transfácil: (31) 3248-7300


    Pela internet*
    cartaousuario.bhbusonline.com.br


    * Válido para cartões BHBUS Usuário Identificado e Vale-Transporte.

     



    E como ficará a situação de quem faz uso de algum benefício ou gratuidade?


    Seu desconto ou gratuidade continua valendo para o MOVE.

     

     


     

    O Cartão BHBUS Master continua valendo para o MOVE?

     

    Sim. No MOVE o usuário maior de 65 (sessenta e cinco) poderá utilizar o CARTÃO BHBUS MASTER (idosos) validando o cartão na catraca da estação.

     

     


     

    Haverá integração do Cartão Ótimo com o MOVE?

     

     

    O cartão ÓTIMO é exclusivo do sistema metropolitano gerenciado pelo DER. Trata-se de sistemas de transporte e fornecedores de tecnologia de bilhetagem eletrônica específicos. No momento, não há integração com o Sistema Municipal gerenciado pela BHTRANS.

     

     

     


     

    O MOVE  fará integração com as linhas suplementares?

     

    Não.

     


     

     

    Publicado em 17/02/2014.

    Atualizado em 12/05/2014.







 

Conteúdo sujeito a alterações.










Brasão PBH

PREFEITURA DE BELO HORIZONTE
EMPRESA DE TRANSPORTES E TRÂNSITO DE BELO HORIZONTE S/A - BHTRANS
Av. Engenheiro Carlos Goulart, 900 - Buritis - 30455902 - Tel: 156 / De Outras Localidades: (31)3429-0405